Esportes

Esportes (806)

O espanhol Rafael Nadal conquistou pela 10ª vez o Masters 1000 de Monte Carlo e se tornou o tenista com mais títulos no saibro, ao derrotar neste domingo na final o compatriota Albert Ramos por 2-0, com parciais de 6-1 e 6-3.

Com 50 troféus no saibro, o espanhol de 30 anos supera o número de títulos nesta superfície que pertencia ao argentino Guillermo Vilas.

Desde 1968, quando o tênis foi profissionalizado, ninguém havia vencido um mesmo torneio dez vezes, nem sequer o suíço Roger Federer, com seus 18 títulos de Grand Slam.

A eliminação prematura do britânico Andy Murray, número 1 do mundo, do sérvio Novak Djokovic (N.2) e do suíço Stan Wawrinka (N.3) facilitaram a trajetória de Nadal no Principado.

O vínculo de Nadal com o Masters 1000 de Monte Carlo nasceu em 2003, quando o espanhol tinha apenas 16 anos. "Eu cheguei à terceira rodada, saindo do Qualifying... Nunca pensei que chegaria a este momento. Muito obrigado por tudo que fizeram por mim", afirmou após a cerimônia de premiação.

- Sem suspense -Nadal só perdeu uma final em Monte Carlo, contra Djokovic em 2013, quando defendia oito títulos seguidos no Principado, entre 2005 e 2012.

No dia seguinte ao duelo com o belga David Goffin (6-3, 6-1), manchado por um erro grave do árbitro da partida a seu favor, Nadal se mostrou imparável diante de um Albert Ramos que disputava sua primeira final de Masters 1000 e não viu a cor da bola.

Ramos, 29 anos, canhoto como Nadal, não conseguiu reproduzir o bom tênis apresentado durante toda a competição, na qual eliminou Murray nas oitavas de final e o croata Marin Cilic (N.8) nas quartas.

"Trata-se de um dos torneios mais bonitos da ATP. Na última segunda-feira eu não imaginava que estaria jogando a final diante de um dos grandes da história do tênis", afirmou Ramos, número 24 do mundo.

Após um primeiro set em que foi completamente dominado pelo rival, Ramos fez jogo mais duro no segundo, mas não conseguiu evitar com que Nadal chegasse ao 70º título na carreira, o primeiro do ano, após as derrotas nas finais do Aberto da Austrália, do ATP 500 de Acapulco e do Masters 1000 de Miami.

"O plano era pressioná-lo, mas ele foi bem demais no saque. Ele não jogou seu melhor tênis, mas realmente jogou em alto nível", concluiu Ramos.

Fonte: O Povo

O tenista cearense Thiago Monteiro (80°) conseguiu classificação para a chave do ATP 500 de Barcelona, neste domingo, 23. Ele derrotou o espanhol Jordi Montana (216º) por 6/1 6/7 (7/4) 6/1, após 2h05min e vai enfrentar o britânico Daniel Evans (44º) pela primeira rodada da chave principal.

"Foi um jogo bem duro, já sabia que meu adversário luta por todos os pontos e acredita em um bom momento para aumentar o nível, mas consegui me impor no terceiro set e dominei as ações. Estou muito feliz em entrar na chave de um ATP 500", disse Monteiro.

O cearense também comentou sobre as características do próximo adversário e como planeja vencê-lo. "Evans joga muito bem em condições um pouco mais rápidas, então vou tentar usar as condições daqui, um pouco mais lentas, ao meu favor e buscar um bom ritmo de jogo com confiança em busca da vitória".

O ATP 500 de Barcelona é jogado no saibro - como preparação para o Grand Slam de Roland Garros - e conta com premiação de 2,3 milhões de euros. O próximo jogo de Thiago acontece nesta segunda, às 7h30min (horário de Brasília).

Fonte: O Povo

O Barcelona venceu por 3 a 2 o Real Madrid, neste domingo pela 33ª rodada do Campeonato Espanhol, com direito a dois gols de Lionel Messi, que recolocou o clube catalão na liderança da competição.

O brasileiro Casemiro abriu o palcar aos 28 minutos de jogo para o Real, mas pouco depois Messi apareceu na área merengue, driblou a marcação e deixou tudo igual aos 33.

No segundo tempo, o croata Ivan Rakitic virou o jogo para o Barça aos 28 minutos com um chute de fora da área e o colombiano James Rodríguez voltou a empate a quatro minutos do fim do jogo. Nos acréscimos, Messi marcou seu segundo gol e deu à vitória aos catalães.

Com os dois gols marcados, Messi se consolidou como artilheiro do Campeonato Espanhol (31 gols) e da história do clássico (23), além de chegar à incrível marca de 500 gols pelo Barça, outro recorde.

A vitória permite ao Barça assumir a liderança da Liga Espanhola, empatado em pontos com o Real Madrid (75), mas o time da capital tem um trunfo: um jogo a menos, a cinco rodadas para o fim da competição.

A partida foi elétrica e, muitas vezes, violenta, mas ganhou em emoção no segundo tempo.

O destaque foi o duelo de Messi com seu marcador, o volante brasileiro Casemiro, que tinha a árdua missão de parar o astro argentino e não deixar que puxasse contra-ataques para o Barça. Com isso, o ex-volante do São Paulo passou perto de de ser expulso, abusando das faltas.

Messi voltou a mostrar seu melhor futebol e foi um pesadelo para a zaga do Real. O argentino também foi responsável pela expulsão de Sergio Ramos, que levou cartão vermelho direto por uma falta grosseira no craque do Barça, aos 33 minutos do segundo tempo.

- Messi dá vitória ao Barça -No primeiro tempo, o Real Madrid se mostrou mais ambicioso que o Barcelona e, com trocas de passes rápidas e precisas, chegou sucessivamente ao gol do alemão Marc-André Ter Stegen.

Enquanto isso, o Barça apostava nos contra-ataques, tudo baseado na qualidade de Messi, que não pôde contar com seu habitual parceiro, o brasileiro Neymar, suspenso.

Foi preciso esperar meia-hora de jogo para que o placar fosse aberto.

No lance, o brasileiro Marcelo cruzou uma bola na área do Barça e Sergio Ramos, vindo por trás, pegou de primeira. A bola bateu na trave e sobrou limpa para Casemiro, sem goleiro, empurrasse para as redes.

A alegria madrilenha durou pouco. Cinco minuto depois, Messi recebeu na entrada da área, driblou dois marcadores e chutou colocado, sem chances para Keylor Navas.

No segundo tempo, o Barça chegou à virada com um chutaço de fora da área de Rakitic, calando o estádio Santiago Bernabéu.

O Real, porém, deu o troco, respondendo rapidamente.

James Rodríguez, que acabara de entrar no lugar de Karim Benzema, aproveitou outro cruzamento de Marcelo e, com um toque, tirou de Ter-Stegen.

Quando tudo parecia que o clássico espanhol terminaria com um empate favorável ao Real, líder até então da Liga, Messi voltou a aprontar.

Nos acréscimos, Sergi Roberto armou contra-ataque, Jordi Alba recebeu na ponta esquerda e cruzou rasteiro para Messi. O argentino, da marca do pênalti, chegou batendo colocado, como lhe é característico, dando a vitória ao Barça.

Fonte: O Povo

Após quatro batalhas na fase de playoffs, em que cada equipe venceu duas partidas, Basquete Cearense e Paulistano fazem hoje o 5° e decisivo jogo para saber quem avança para as quartas de finais do Novo Basquete Brasil (NBB). O último jogo da série ocorrerá às 19h30min, no ginásio Antônio Prado Júnior, em São Paulo.

Sem se deixar abater pela derrota no último sábado, quando desperdiçou a chance de conquistar a classificação em casa, o Basquete Cearense espera repetir as atuações do 2º e 3º duelos contra os paulistas, quando encaixou o seu melhor jogo e venceu a partida.

Além da vaga, o Carcará visa quebrar um tabu, já que nunca venceu um duelo de playoff do NBB. Foram três tentativas, diante Mogi (2016), Bauru (2014) e contra o próprio Paulistano (2013), ocasião em que foi superado por 3 a 2 na série.

Presente em todos esses duelos, o armador Davi Rossetto, que está no Basquete Cearense desde 2012, sabe do peso que a classificação teria para time. Por isso, prega foco total em busca da vitória.

“Temos que deixar tudo em quadra. É uma única oportunidade de fazer valer o trabalho da temporada inteira. Continuamos confiantes, e sinto a equipe muito bem preparada para esse desafio”, afirmou o atleta.

Fonte: O Povo

O Manchester United (5º) venceu o líder Chelsea por 2 a 0, neste domingo, pela 33ª rodada da Premier League, e aumentou a emoção do campeonato, já que o Tottenham (2º) goleou no sábado e diminuiu a distância para os Blues para 4 pontos.

Os Diabos Vermelhos voltaram à quinta colocação e estão a 4 pontos dos rivais Manchester City (4º), na briga por uma vaga na Liga dos Campeões do ano que vem.

O time do português José Mourinho dominou a partida. Marcus Rashford abriu o placar aos 7 minutos do primeiro tempo e o espanhol Ander Herrera fechou a conta aos 4 minutos da segunda etapa, além de fazer excelente partida na marcação do belga Eden Hazard.

O sueco Zlatan Ibrahimovic iniciou o jogo no banco de reservas. Segundo Mourinho, o centro-avante precisava descansar. Com o resultado, o United se vingou das derrotas no primeiro turno e nas quartas de final da Copa da Inglaterra.

Mais cedo, o brasileiro Roberto Firmino marcou o único gol da vitória do Liverpool por 1 a 0 contra o West Bromwich (8º). Os Reds voltaram a assumir a terceira colocação a dois pontos do City, que superou o Southampton (9º) por 3 a 0, no sábado, na luta pela vaga direta para a próxima Liga dos Campeões.

Dentro de campo, o Liverpool dominou mas não brilhou. Depois de cobrança de falta do compatriota Lucas Leiva, Firmino apareceu dentro da área para cabecear aos 46 minutos do primeiro tempo.

O Arsenal vai enfrentar o Middlesbrough (19º) na segunda-feira, pelo fechamento da rodada. (AFP)

Fonte: O Povo

O Ceará deu um passo importante para disputar a final do Campeonato Cearense. Após um frustrante empate sem gols no primeiro jogo, o Alvinegro venceu o Guarani de Juazeiro por 2x0, no 2º confronto da semifinal do Campeonato Cearense, realizado na tarde deste domingo, na Arena Castelão.

Com o resultado, o Vovô conquistou a vantagem de jogar por um empate no 3º e último jogo entre as equipes será realizado no próximo sábado, as 16h, na Arena Castelão. Ao Guaraju, resta vencer a próxima partida para forçar a decisão da vaga pela disputa por pênaltis.

Os gols da vitória do Alvinegro foram marcados na reta final do jogo. Aos 38 do 2º tempo, Lelê - que havia entrado há pouco tempo em campo - recebeu na área pela esquerda, chutou para o meio e bateu rasteiro, no canto. Aos 44 do 2º tempo, Magno Alves sacramentou a vitória alvinegra, ao receber passa na entrada da área e finalizar com um chute cruzado de esquerda, longe do alcance do goleiro Léo.

Fonte: O Povo

Tudo igual na série melhor de cinco entre Basquete Cearense x Paulistano. No 4º quatro dos playoffs oitavas de final do NBB, realizado na tarde deste sábado (15), no ginásio do Centro de Formação Olímpica (CFO), em Fortaleza, o time paulista venceu por 82 x 67 e empatou o confronto em 2 a 2. 

Agora, a decisão do classificado para a fase seguinte ficou para o 5º e último jogo, que será em realizado no ginásio Antônio Prado Júnior, em São Paulo, na casa do Paulistano, na próxima terça-feira (18), as 19h, com transmissão ao vivo pelo SporTV. Quem passar do duelo enfrenta o Franca-SP. 

Os primeiros 10 minutos deram a tônica de como seria a partida: equilíbrio total e alternância na liderança do placar. O 1º quarto terminou com leve vantagem do time visitante: 17x18. No 2º período, o Carcará errou bastante no ataque e viu os paulistas aproveitarem para abrir boa distância na dianteira do marcador, bem controlada até o fim do período, encerrado com um confortável 39x26, em que marcaram mais que o dobro de pontos que o time cearense (21x9).   

Após a pausa do intervalo, o Basquete Cearense esboçou uma reação no início do 3º período, mas viu muitas de suas bolas de ataque pararem no aro da cesta. Melhor para o Paulistano, que ampliou de 13 para 17 pontos a sua vantagem no placar, fechando o quarto em 64x47.

No último período da partida, a equipe do técnico Alberto Bial foi para tudo ou nada. Mais realmente não era dia do Carcará. O Paulistano valorizou bastante a posse de bola e, com tranquilidade, fechou o jogo em 82x67.

Fonte: O Povo

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) chegou à segunda vitória na temporada, neste domingo, no Grande Prêmio do Bahrein de Fórmula 1 e abriu vantagem para o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que terminou na segunda colocação.

É a 44ª vitória do alemão, que no fim de março conquistou a primeira taça do circuito no GP da Austrália e deu fim a 18 meses sem cruzar a linha de chegada em primeiro.

Hamilton foi penalizado com 5 segundos, depois de frear na frente do australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) na entrada dos boxes, e fechou a corrida 6 segundos atrás do alemão.

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), que largou na pole-position, completou o pódio dominado pelas duas melhores escuderias do ano até agora.

Felipe Massa (Williams) largou na 8ª posição e conseguiu duas ultrapassagens na corrida, fechando a prova no 6º lugar. O brasileiro chegou a estar na 4ª colocação durante algumas voltas.

Um dos destaques da corrida ficou por conta do mexicano Sergio Pérez (Force India), que largou da 18ª posição e se recuperou durante a corrida, terminando em 7º lugar.

O safety-car entrou na pista entre a 13ª e a 17ª volta, depois de um acidente entre o canadense Lance Stroll (Williams) e o espanhol Carlos Sainz Jr (Toro Rosso).

Antes da batida, o holandês Max Verstappen (Red Bull) saiu da pista e bateu de frente no muro da pista. O dinamarquês Kavin Magnussen (Haas) abandonou com problemas no carro.

McLaren não completa
A corrida começou melhor para Vettel, que ultrapassou Hamilton na largada e assumiu a segunda colocação. Roubar a liderança de Bottas era questão de tempo, pois a estratégia da Ferrari foi certeira.

O britânico ainda foi punido com 5 segundos de atraso, já que freou na entrada dos boxes quando esperava Bottas terminar a troca de pneus. A estratégia da Mercedes de mandar os dois pilotos para os boxes quando o safety car estava na pista acabou atrapalhando o desempenho de Hamilton.

A McLaren sofreu mais uma vez no Bahrein. A escuderia não conseguiu completar a disputa com nenhum dos seus dois carros: o espanhol Fernando Alonso abandonou a corrida a poucas voltas do fim, enquanto o belga Stoffel Vandoorne nem chegou a largar, por conta de problemas com o motor Honda.

A próxima disputa da F1 vai ser em Sochi, na Rússia, dia 30 de abril. (AFP)

Fonte: O Povo

Com atuação de gala do argentino Paulo Dybala, autor de dois gols, a Juventus dominou e derrotou por 3 a 0 o Barcelona em Turim, nesta terça-feira na partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, encaminhando a classificação e obrigando o Barça a realizar outra 'remontada' épica.

Quem esperava ver Lionel Messi brilhar ao lado do brasileiro Neymar e do uruguaio Luis Suárez acabou assistindo à bela exibição da Juve e, especialmente, do jovem Dybala, considerados por muitos o sucessor do craque do Barça na seleção argentina, que abriu o placar aos 6 minutos do primeiro tempo e ampliou aos 21, em dois belos chutes colocadas de canhota.

No segundo tempo, Giorgio Chiellini fechou a conta para a Juventus aos 9 minutos, subindo mais que a zaga catalã para cabecear com categoria uma cobrança de escanteio.

O resultado -e a fraca atuação- lembraram a goleada sofrida pelo Barcelona na partida de ida das oitavas de final da Champions contra o Paris Saint-Germain, quando foi derrotado por 4 a 0 no Parque dos Príncipes da capital francesa.

Naquela ocasião, o Barcelona foi capaz de realizar um verdadeiro milagre, buscando a 'remontada', ao vencer no Camp Nou por 6 a 1. Na semana que vem, na capital da Catalunha, Messi e companhia terão que buscar outra façanha parecida se quiserem avançar às semifinais.

Resta ao Barça se fiar às estatísticas para não perder a fé na classificação: na história das competição europeias, o clube catalão é o que mais vezes (3) conseguiu virar um resultado negativo de 3 a 0 no primeiro jogo para se classificar à próxima fase.

Já a Juve colocou um pé nas semifinais da competição continental e defendeu sua incrível invencibilidade em casa, que agora está em 48 jogos seguidos (42 vitórias e 6 empates). (AFP)

Fonte: O Povo

Com uma grande reação no 2º tempo, o Basquete Cearense superou o Paulistano por 85 a 81 fora de casa, na noite de ontem, e voltou a liderar a série melhor de cinco jogos dos playoffs do Novo Basquete Brasil (NBB). Agora, o Carcará vence por 2 a 1, e conseguiu reverter o mando de quadra do adversário. Com o resultado, o time cearense pode fechar o confronto no próximo sábado, 15, às 14 horas, no Centro de Formação Olímpica (CFO).

A primeira metade do jogo foi de predominância da equipe da casa. O Paulistano contou com bom aproveitamento nas bolas de três pontos e uma notável exibição do ala Lucas Dias — que teve apenas dois arremessos errados em sete tentativas no 1º tempo — para consolidar uma confortável vantagem antes do intervalo, com placar parcial de 51 a 40.

Na volta dos vestiários, o Carcará assumiu uma postura muito mais efetiva na marcação para diminuir a diferença. Forçando o oponente a vários erros, os comandados de Alberto Bial foram firmes nos rebotes e conseguiram algumas roubadas de bola importantes. Depois dos 51 pontos sofridos na primeira etapa, foram apenas 30 na metade final.

No ataque, o armador Davi Rossetto e o ala Rashaun comandaram as ações e efetuaram belas jogadas individuais em momentos cruciais para consolidar a virada. Com 22 pontos, Rossetto terminou como o cestinha do duelo e foi o grande destaque do triunfo.

“Acho que a mudança de atitude do primeiro tempo para o segundo mudou o jogo. Jogamos de uma forma muito mais coletiva. Aí é que está a grande diferença. Mas nada está ganho. Temos de fazer um grande jogo em casa e dar o nosso máximo”, analisou o pivô Leozão, um dos destaques do time cearense.

Se vencer no CFO, no próximo sábado, o Basquete Cearense fecha a série em 3 a 1 e vai encarar o Franca nas quartas de final do certame. Em caso de derrota, um 5º jogo será disputado, novamente em São Paulo.

Fonte: O Povo

Pagina 1 de 58